Arquivo da categoria ‘Metal’

Made of metal.

Publicado: 14 de dezembro de 2010 por pabloripper em Metal
Tags:

então galera, venho mostrar ai para vocês o que sei sobre metal, para algumas pessoas que não conhecem e nem pesquisam ao menos sobre o assunto, ta ai uma ajudinha, e para quem curte e é um metalhead que nem eu, seja bem vindo.

bem aqui falarei sobre umas coisas que acho que todo metalhead se amarra, e claro postarei.

Mas não será de uma só vez rs, então fica um grande abraço.

Anúncios

Bandas (Heavy metal)

Publicado: 8 de novembro de 2010 por pabloripper em Metal

Black Sabbath é uma banda de heavy metal formada no ano de 1968 em Birmingham,Reino Unido

Sua formação inicial é composta por Ozzy Osbourne (vocais), Tony Iommi (guitarra), Geezer Butler (baixo) e Bill Ward (bateria). Posteriormente, houve numerosas mudanças na banda, e Iommi era o único componente fixo.


Black Sabbath é o nome do primeiro álbum lançado pela banda inglesa do mesmo nome, lançado em 1970.

01. Black Sabbath
02. The Wizard
03. Behind the Wall of Sleep
04. N.I.B.
05. Evil Woman
06. Sleeping Village
07. Warning
08. Wicked World

Créditos

  • Tony Iommi – Guitarra
  • Geezer Butler – Baixo
  • Ozzy Osbourne – Vocais, Gaita
  • Bill Ward – Bateria


Paranoid é o segundo álbum da banda Black Sabbath. Foi lançado em 1970 no Reino Unido, no dia exato da morte de Jimi Hendrix. É o álbum mais vendido da banda, bem como dono de alguns de seus maiores sucessos, como “Iron Man” e “Paranoid”. Este álbum está na lista dos 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame.

01. War Pigs
02. Paranoid
03. Planet Caravan
04. Iron Man
05. Electric Funeral
06. Hand of Doom
07. Rat Salad
08. Fairies Wear Boots

Créditos

Todas as letras escritas por (Iommi/Osbourne/Ward/Butler)

  • Tony Iommi – Guitarra e Teclados
  • Geezer Butler – Baixo
  • Ozzy Osbourne – Vocais
  • Bill Ward – Bateria


Master of Reality é o terceiro álbum da banda Black Sabbath. Foi lançado em 1971, dele sairam três singles, “Sweet Leaf”, “Children of the Grave” e “After Forever”. Nota-se que o disco possui uma mudança: o guitarrista Tony Iommi agora toca a guitarra afinada um tom e meio abaixo do tradicional. Geezer Butler também toca na mesma afinação, o dó sustenido.

01. Sweet Leaf
02. After Forever
03. Embryo
04. Children of the Grave
05. Orchid
06. Lord of this World
07. Solitude
08. Into the Void

Créditos

  • Tony Iommi – Guitarra
  • Geezer Butler – Baixo
  • Ozzy Osbourne – Vocais
  • Bill Ward – Bateria


Black Sabbath Vol. 4 foi o quarto álbum de estúdio da banda Black Sabbath. Lançado em 1972. O nome original do álbum seria “Snowblind”, que faz referência ao uso de cocaína.

01. Wheels of Confusion
02. Tomorrow’s Dream
03. Changes
04. FX
05. Supernaut
06. Snowblind
07. Cornucopia
08. Laguna Sunrise
09. St. Vitus’ Dance
10. Under the Sun

Créditos

  • Tony Iommi – Guitarra, Piano e Mellotron em Changes
  • Geezer Butler – Baixo
  • Ozzy Osbourne – Vocais
  • Bill Ward – Bateria


Sabbath Bloody Sabbath é o quinto álbum de estúdio da banda Black Sabbath. Foi o primeiro álbum da banda a ser elogiado pela crítica da época, sendo aclamado pela revista americana Rolling Stone como “um grande sucesso” e “um grande trabalho”

01. Sabbath Bloody Sabbath
02. A National Acrobat
03. Fluff
04. Sabbra Cadabra
05. Killing Yourself to Live
06. Who are You?
07. Looking for Today
08. Spiral Architect

Créditos

  • Tony Iommi – Guitarra
  • Geezer Butler – Baixo
  • Ozzy Osbourne – Vocais
  • Bill Ward – Bateria
  • Rick Wakeman – Teclados (Faixas 4,6)


Sabotage é o sexto álbum da banda Black Sabbath. Foi lançado em 1975. É um álbum bem variado, misturando o som original da banda ainda mais ao rock progressivo, uma das músicas em que a influência progressiva aparece claramente é Megalomania (canção de Black Sabbath), o álbum também passa por alguns toques de pop rock em Am I Going Insane (Radio), e até mesmo cantos gregorianos, em Supertzar. Apesar de ser variado, o álbum ainda mostra o lado pesado da banda em músicas como Hole in the Sky e Symptom of the Universe.

01. Hole in the Sky
02. Don’t Start
(Too Late)
03. Symptom of the Universe
04. Megalomania
05. The Thrill of it All
06. Supertzar
07. Am I Going Insane
(Radio)
08. The Writ

Créditos

  • Tony Iommi – Guitarra
  • Geezer Butler – Baixo
  • Ozzy Osbourne – Vocais
  • Bill Ward – Bateria


Technical Ecstasy é o sétimo álbum da banda Black Sabbath. Apesar de não muito apreciado, principalmente pelos fãs de primeira hora, ainda assim trata-se de um excelente trabalho, levando mais longe o estilo mais refinado, influenciado pelo rock progressivo, iniciado no 5º álbum (Sabbath Bloody Sabbath).

01. Back Street Kids
02. You Won’t Change Me
03. It’s Alright
04. Gypsy
05. All Moving Parts
(Stand Still)
06. Rock ‘N’ Roll Doctor
07. She’s Gone
08. Dirty Women

Créditos

  • Tony Iommi – Guitarra
  • Geezer Butler – Baixo
  • Ozzy Osbourne – Vocais
  • Bill Ward – Bateria


Never Say Die! é o oitavo álbum da banda Black Sabbath, lançado em setembro de 1978. O álbum é o último da banda com o vocalista Ozzy Osbourne, que seria demitido em 1979.

01. Never Say Die
02. Johnny Blade
03. Junior’s Eyes
04. A Hard Road
05. Shock Wave
06. Air Dance
07. Over To You
08. Breakout
09. Swinging the Chain

Créditos

  • Tony Iommi – Guitarra, Backing Vocal em A Hard Road
  • Geezer Butler – Baixo, Backing Vocal em A Hard Road
  • Ozzy Osbourne – Vocais
  • Bill Ward – Bateria, Vocal Solo em Swinging the Chain, Backing Vocal em A Hard Road


Heaven And Hell é o nono álbum de estúdio da banda Black Sabbath.O vocalista e co-fundador da banda, Ozzy Osbourne, tinha deixado a banda em 1977, Tony Iommi já tinha pensado em alguém para substituí-lo antes de sua segunda saída da banda, em junho de 1979.Geezer Butler deixou a banda, concordando voltar para a gravação do próxímo álbum. Como novo frontman da banda, foi escolhido o vocalista Ronnie James Dio que tinha deixando a banda de Ritchie Blackmore, Rainbow.Heaven And Hell foi como um nascimento da banda, as músicas agora mais pesadas, e mais rápidas, trouxeram uma nova legião fãs, as vezes tão novos que nen lembravam de quando Paranoid era um hit.

01. Neon Knights
02. Children of the Sea
03. Lady Evil
04. Heaven & Hell
05. Wishing Well
06. Die Young
07. Walk Away
08. Lonely is the Word

Créditos

  • Tony Iommi – Guitarra
  • Geezer Butler – Baixo
  • Ronnie James Dio – Vocais
  • Bill Ward – Bateria
  • Geoff Nicholls– Teclados


Mob Rules é o décimo álbum de estúdio da banda Black Sabbath.

Depois do sucesso de Heaven and Hell, em 1980, Black Sabbath provou que não apenas podia seguir em frente sem seu co-fundador Ozzy Osbourne, mas que podia ir adiante conquistando uma nova legião de fãs do heavy metal. Infelizmente durante a turnê do álbum, Black Sabbath perdeu outro membro que sempre esteve na banda, o baterista Bill Ward teve que se afastar por motivos de saúde (provavelmente por causa do álcool) e por motivos pessoais (perda de seus pais). O escolhido para substituir Ward na bateria foi Vinny Appice, seu primeiro trabalho com a banda foi a música “The Mob Rules” que também foi escolhida para ser o nome do novo álbum, e seu primeiro single.

01. Turn Up the Night
02. Voodoo
03. The Sign of the Southern Cross
04. E5150
05. The Mob Rules
06. Country Girl
07. Slipping Away
08. Falling off the Edge of the World
09. Over & Over

Créditos

  • Ronnie James Dio – vocais
  • Tony Iommi – Guitarra
  • Geezer Butler – Baixo
  • Vinny Appice – Bateria
  • Geoff Nicholls – Teclado


Born Again é o décimo primeiro álbum de estúdio da banda Black Sabbath.

Após a polêmica sobre o mixagem do ao vivo Live Evil e a saida de Ronnie James Dio, e Vinny Apice da banda, Tony Iommi e Geezer Butler viram-se novamente sem vocalista e baterista. O escolhido para substituir Dio, foi Ian Gillan, do Deep Purple, um dos maiores vocalistas da epóca. Gillan tinha acabado de sair de sua banda solo, para uma reunião do Deep Purple, (que viria a acontecer só alguns anos depois), e estava livre para qualquer oferta. Bill Ward assumiu novamente a bateria, mas novamente por motivos de saúde nao pode fazer a turnê junto com a banda, e foi substituido por Bev Bevan, da banda ELO. o Álbum foi lançado dia 7 de Agosto, houve receios que alguns fans do tipo “Ozzy ou nada” se recusassem a escutar o álbum, mas a critica e os numeros surpreenderam, o álbum ficou em 4 lugar nas paradas inglesas no primeiro mês após o lançamento.

01. Trashed
02. Stonehenge
03. Disturbing the Priest
04. The Dark
05. Zero the Hero
06. Digital Bitch
07. Born Again
08. Hot Line
09. Keep it Warm

Créditos

  • Ian Gillan – Vocais
  • Tony Iommi – Guitarra
  • Geezer Butler – Baixo
  • Bill Ward – Bateria
  • Geoff Nicholls – Teclados


Seventh Star é o décimo segundo álbum da banda Black Sabbath.

Após a saida de Ian Gillan da banda, e do baterista Bev Bevan, Iommi e Geezer ficaram sozinhos sem vocalista ou baterista. Bill Ward volta para a banda.Dois vocalistas passaram rapidamente pela banda, Ron Kell, e Dave Donato que foi demitido duas semanas após sua entrada por ter dado uma entrevista se achando “o tal”. Depois desses acontecimentos, Geezer fica “de saco cheio” e sai da banda, para tentar um projeto solo, Ward faz o mesmo. A banda ficou inativa por cerca de 6 meses, então Iommi decide lançar um álbum solo, mas a gravadora insiste que ele lançe o álbum como do Black Sabbath. Então Iommi compra os direitos do Sabbath, e lança o álbum como se fosse do Black Sabbath. Enquanto Iommi trabalhava no projeto, ja na fase da gravação das demos, ele chama Eric SigerGordon Copley, respectivamente o baterista e o baixista da banda da sua namorada Lita Ford. Como eles precisavam de um vocalista, o escolhido foi Glenn Hughes, ex-baixista e vocalista doDeep Purple. Gopley gravou “No Stranger To Love” e foi substituido por Dave Spitz. Hughes foi demitido alguns poucos shows depois do começo da turnê, e foi substituido por Ray Gillen que era amigo de Spitz. O álbum ficou em vigésimo oitavo lugar nas paradas inglesas. Pórem é considerado um otímo álbum pelos fans.

01. In for the Kill
02. No Stranger to Love
03. Turn to Stone
04. Sphinx
(The Guardian)
05. Seventh Star
06. Danger Zone
07. Heart Like a Wheel
08. Angry Heart
09. In Memory…

Créditos

  • Glenn Hughes – Vocais
  • Tony Iommi – Guitarra
  • Geoff Nicholls – Teclados
  • Dave Spitz – Baixo
  • Eric Singer – Bateria
  • Gordon Copley – Baixo em No Stranger to Love


Eternal Idol é o décimo terceíro álbum de estúdio da banda  Black Sabbath.

Ao termino da turnê do álbum Seventh Star, Black Sabbath começara a gravar o álbum Eternal Idol juntamente com o vocalista Ray Gillen,substituto de Glenn Hughes ,o qual havia abandonado o grupo na última turnê .Nessa época, Dave Spitz e Eric Singer deixam a banda. E então o Black Sabbath ficava sem baixista e baterista durante algum tempo.Com esse desfalque,Ray Gillen afirma que a banda não iria mais progredir,e assim decide sair da banda. Como a banda precisava de um vocalista, o escolhido foi Tony Martin,( Bev Bevan também foi convidado para voltar a banda). A banda deveria apresentar-se na Grécia e na África do Sul em um festival em Sun City, com isso Spitz volta ao grupo. Com a banda já em direção à Áfríca do Sul,Bevan se recusa a tocar,e assim foi substituído por Terry Chimes. Logo após ao final do show na África, as gravações de Eternal Idol foram concluidas. Porém o Black Sabbath ficava novamente sem baterista e baixista para uma turnê posterior.

01. The Shining
02. Ancient Warrior
03. Hard Life to Love
04. Glory Ride
05. Born to Lose
06. Nightmare
07. Scarlet Pimpernel
08. Lost Forever
09. Eternal Idol

Créditos

  • Tony Iommi – Guitarra
  • Tony Martin – Vocais
  • Dave Spitz e Bob Daisley – Baixo (Ambos ficaram com os créditos, mas só Dasley está presente no álbum)
  • Eric Singer – Bateria
  • Bev Bevan – Percussão (Ninguém sabe oque Bevan realmente fez nesse álbum)
  • Geoff Nicholls – Teclados


Headless Cross é o décimo quarto álbum de estúdio de 1989 da banda de Black Sabbath.

01. The Gates of Hell
02. Headless Cross
03. Devil & Daughter
04. When Death Calls
05.
Kill in the Spirit World
06. Call of the Wild
07. Black Moon
08. Nightwing

Créditos

  • Tony Martin – (vocal)
  • Tony Iommi – (guitarra)
  • Geoff Nicholls – (teclados)
  • Laurence Cottle – (baixo)
  • Cozy Powell – (bateria)
  • Brian May – guitarra solo na faixa “When Death Calls”


Tyr é o décimo quinto álbum de estúdio da banda Black Sabbath, produzido e lançado em 1990.

01. Anno Mundi (The Vision)
02. The Law Maker
03. Jerusalem
04. The Sabbath Stones
05. The Battle of Tyr
06. Odin’s Court
07. Valhalla
08. Feels Good to Me
09. Heaven in Black

Créditos

  • Tony Iommi – Guitarra
  • Tony Martin – Vocais
  • Cozy Powell – Bateria
  • Neil Murray – Baixo
  • Geoff Nicholls – Teclado (não era oficial na banda)
  • Dehumanizer é o décimo sexto álbum da banda inglesa Black Sabbath lançado em 1992. Este trabalho conta com presença de Ronnie James Dio nos vocais. Os destaques, segundo alguns, são; “Computer God”, “After All (the Dead)”, “Master of Insanity” e “I”.

    01. Computer God
    02. After All
    (The Dead)
    03. TV Crimes
    04. Letters From Earth
    05. Master of Insanity
    06. Time Machine
    07. Sins of the Father
    08. Too Late
    09. I
    10. Buried Alive

    Créditos

  • Ronnie James Dio – vocal
  • Tony Iommi – guitarra
  • Geezer Butler – baixo
  • Vinny Appice – bateria
  • Geoff Nicholls – teclado
  • Cross Purposes é o décimo sétimo álbum de estúdio da banda Black Sabbath, lançado em1994.

    Contando com Tony Martin nos vocais, o álbum é o penúltimo daquela encarnação da banda. Com um som bastante vigoroso e algumas músicas marcantes, o disco acabou possibilitando um vídeo e um álbum ao vivo da turnê. Teve ainda o baterista Bobby Rondinelli.

    01. I Witness
    02. Cross of Thorns
    03. Psychophobia
    04. Virtual Death
    05. Immaculate Deception
    06. Dying for Love
    07. Back to Eden
    08. The Hand that Rocks the Cradle
    09. Cardinal Sin
    10. Evil Eye
    11. What’s the Use

    Créditos

    • Tony Martin – (vocal)
    • Tony Iommi – (guitarra)
    • Geoff Nicholls – (teclados)
    • Geezer Butler – (baixo)
    • Bobby Rondinelli – (bateria)


    Forbidden, é o décimo oitavo e último álbum de estúdio pela British heavy metal da banda Black Sabbath , lançado em junho de 1995 . Isto também viu o reencontro do Black Sabbath Tyr programação da era de 1990 , com o retorno de Neil Murray e Cozy Powell . Até à data, este é o álbum de estúdio da banda mais recente lançada sob o nome Black Sabbath.

    01. The Illusion of Power
    02. Get A Grip
    03. Can’t Get Close Enough
    04. Shaking Off The Chains
    05. I Won’t Cry For You
    06. Guilty As Hell
    07. Sick And Tired
    08. Rusty Angels
    09. Forbidden
    10. Kiss Of Death
    11. Loser Gets It All

    Créditos

  • Tony Martin – vocais
  • Tony Iommi – Guitarra
  • Neil Murray – baixo
  • Cozy Powell – bateria
  • Geoff Nicholls – teclados
  • Coletâneas do sabbath

    We Sold Our Soul for Rock ‘n’ Roll é uma coletânea, da banda Black Sabbath. É formada por 14 faixas (16 na versão original) gravadas entre os anos de (1970) e (1975).

    01. Black Sabbath
    02. The Wizard
    03. Warning
    04. Paranoid
    05. War Pigs
    06. Iron Man
    07. Tomorrow’s Dream
    08. Fairies Wear Boots
    09. Changes
    10. Sweet Leaf
    11. Children Of The Grave
    12. Sabbath Bloody Sabbath
    13. Am I Going Insane
    (Radio)
    14. Laguana Sunrise
    15. Snowblind
    16. N.I.B

    Créditos

    • Tony Iommi – Guitarra
    • Geezer Butler – Baixo
    • Ozzy Osbourne – Vocais
    • Bill Ward – Bateria

    O Sabbath Stones (1996) foi o último álbum a ser lançado pelo Black Sabbath com a IRS Records .

    O álbum é uma compilação de faixas que vão do Sabbath de 1983 é Born Again para 1995 é Forbidden , e nunca foi formalmente lançado em os EUA ou o Canadá.

    01. Headless Cross
    02. When Death Calls
    03. Devil And Daughter
    04. The Sabbath Stones
    05. The Battle Of Tyr
    06. Odin’s Court
    07. Valhalla
    08. TV Crimes
    09. Virtual Death
    10. Evil Eye
    11. Kiss Of Death
    12. Guilty As Hell
    13. Loser Gets It All
    14. Disturbing The Priest
    15. Heart Like A Wheel
    16. The Shining

    Créditos

    • Martin / Iommi Powell – Faixas 1,3
    • Martin / Powell / Iommi / Nicholls – Tema 2
    • Iommi / Martin / Nicholls / Powell / Murray – Track 4,6-7
    • Iommi / Nicholls Powell / Murray – Tema 5
    • Butler / Dio / Iommi – Track 8
    • Butler / Iommi Martin / – Track 9,10
    • Black Sabbath / Letra: Tony Martin – Faixas 11-13
    • Gillan / Butler / Iommi / Ward – Track 14
    • Iommi – Faixas 15,16


    Greatest Hits 1970-1978 é uma coletânea de Black Sabbath , lançado em 2006.

    Esse disco traz apenas o line-up original do Black Sabbath com todos os álbuns de Ozzy Osbourne trabalhou apresentados. Esta compilação apresenta canções da década de 1970, intitulado álbum de estréia auto- de Never Say Die! .

    O álbum estreou na Billboard 200 álbum gráfico em 1 de abril de 2006, no número 96. Ele passou 10 semanas na parada.

    Ele foi lançado para coincidir com a indução da banda no American Rock and Roll Hall of Fame.

    01. Black Sabbath
    02. N.I.B.
    03. The Wizard
    04. War Pigs
    05. Paranoid
    06. Iron Man
    07. Sweet Leaf
    08. Children of the Grave
    09. Changes
    10. Snowblind
    11. Supernaut
    12. Sabbath Bloody Sabbath
    13. Hole in the Sky
    14. Rock ‘n’ Roll Doctor
    15. Never Say Die
    16. Dirty Women

    Créditos

  • Ozzy Osbourne – vocals
  • Tony Iommi – guitar
  • Geezer Butler – bass
  • Bill Ward – drums
  • Black Sabbath: The Dio Years é uma coletânea de material de 2007 a partir de gravações feitas durante o vocalista Ronnie James Dio é de posse da banda. O CD contém o primeiro álbum completo, faixas remasterizadas abatidos a partir de todos os três álbuns de estúdio, Heaven and Hell( 1980 ), Mob Rules ( 1981 ), Dehumanizer ( 1992 ), e o álbum ao vivo Live Evil (1982 ). Ele também contém três novas canções gravadas;. “The Devil Cried”, “Shadow of the Wind” e “Ear in the Wall”. Após a gravação foi concluída, os membros decidiram turnê sob o nome, Heaven & Hell. Dio e Iommi decidiu que a parceria de trabalho que tinha conseguido na gravação de três canções novas não seriam desperdiçados, então eles gravaram The Devil You Know .

    01. Neon Knights
    02. Lady Evil
    03. Heaven And Hell
    04. Die Young
    05. Lonely Is The Word
    06. The Mob Rules
    07. Turn Up The Night
    08. Voodoo
    09. Falling Off The Edge Of The World
    10. After All
    (The Dead)
    11. TV Crimes
    12. I
    13. Children Of The Sea
    (Live)
    14. The Devil Cried *
    15. Shadow of the Wind *
    16. Ear in the Wall *

    Créditos

    • Ronnie James Dio – Vocais
    • Tony Iommi – Guitarra
    • Geezer Butler – Baixo
    • Vinny Appice – Bateria
    • Geoff Nicholls – Teclado
     


    Os discos ao vivo do black sabbath.


    Live Evil – foi o primeiro álbum ao vivo da banda Black Sabbath.

    A banda pretendia gravar um ao vivo desde 1975, porém sempre o adiavam para gravar o próximo álbum de estúdio, e descontentes com o ao vivo “Live At Last” eles resolveram gravar um novo ao vivo, que se chamaria ” Live Evil

    “. O álbum foi produzido por Iommi e Geezer, e gravado nas cidades de Dallas, San Antonio e Seattle, nos Estados Unidos. O álbum traz músicas da “fase Ozzy”, como do primeiro disco “Black Sabbath” e“N.I.B.”“Paranoid”“Children Of The Grave”“War Pigs”“Iron Man”, e ainda a instrumental “Fluff” do álbum “Sabbath Bloody Sabbath”, que sofreu um terrível corte para poder caber em CD (ja que o álbum era LP duplo). As músicas da fase Heaven and Hell/Mob Rules, fizeram muito sucesso ao vivo neste álbum, mas não tanto quanto a própria “Heaven and Hell”, com quase 20 minutos de duração interpolada com “The Sing Of The Southern Cross”.


    01. E5150
    02. Neon Knights
    03. N.I.B.
    04. Children of the Sea
    05. Voodoo
    06. Black Sabbath
    07. War Pigs
    08. Iron Man
    09. The Mob Rules
    10. Heaven & Hell
    11. The Sign of the Southern Cross/Heaven & Hell
    12. Paranoid
    13. Children of the Grave
    14. Fluff

    Créditos

    • Ronnie James Dio – Vocais
    • Tony Iommi – Guitarra
    • Geezer Butler – Baixo
    • Vinny Appice – Bateria
    • Geoff Nicholls – Teclado

    The Gillan Tapes Born In Hell Live In Worchester (1983)

    01. Children of The Grave
    02. Hot Line
    03. War Pigs
    04. Iron Man
    05. Zero The Hero
    06. Heaven And Hell
    07. Guitar Solo
    08. Digital Bitch
    09. Black Sabbath
    10 Smoke on The Water
    11. Paranoid

    Créditos

    • Ian Gillan – Vocais
    • Tony Iommi – Guitarra
    • Geezer Butler – Baixo
    • Bill Ward – Bateria

    Cross Purposes Live é um álbum ao vivo lançado pelo Black Sabbath em 5 de março de1995.

    Gravado no famoso Hammersmith Odeon de Londres, este álbum é o único registro ao vivo (oficial) que conta com a participação de Tony Martin nos vocais, sendo lançado exclusivamente como parte integrante de um box com CD e VHS do mesmo concerto. Em virtude de sua pequena prensagem, hoje é raríssimo e já fora de catálogo.

    01. Time Machine
    02. Children of the Grave
    03. I Witness
    04.
    Into the Void
    05. Black Sabbath
    06. Neon Knights
    07. Psychophobia
    08. The Wizard
    09. Cross of Thorns
    10. Symptom of the Universe
    11. Headless Cross
    12. Paranoid
    13. . Iron Man
    14. Sabbath Bloody Sabbath

    Reunion é um álbum duplo ao vivo da banda Black Sabbath, lançado em 20 de outubro de 1998 com sua formação original.

    CD 1.

    01. War Pigs
    02. Behind The Wall Of Sleep
    03. N.I.B.
    04. Fairies Wear Boots
    05. Electric Funeral
    06. Sweet Leaf
    07. Spiral Architect
    08. Into The Void
    09. Snowblind

    CD 2.

    01. Sabbath Bloody Sabbath
    02. Orchid/Lord Of This World
    03. Dirty Women
    04. Black Sabbath
    05. Iron Man
    06. Children Of The Grave
    07. Paranoid
    08. Psycho Man
    09. Selling My Soul

    Créditos

  • Ozzy Osbourne – Vocais
  • Tony Iommi – guitar
  • Geezer Butler – bass
  • Bill Ward – Drums
  • Past Lives é um álbum duplo ao vivo do Black Sabbath, lançado em 2002. O primeiro disco era conhecido inicialmente por Live at Last, um álbum não oficial dos Black Sabbath. O segundo consiste em gravações feitas para rádio e televisão.

    CD 1.

    01. Tomorrow’s Dream
    02. Sweet Leaf
    03. Killing Yourself
    04. Cornucopia
    05. Snowblind
    06. Children of the Grave
    07. War Pigs
    08. Wicked World
    09. Paranoid

    CD 2.

    01. Hand of Doom
    02. Hole in the Sky
    03. Symptom of the Universe
    04. Megalomania
    05. Iron Man
    06. Black Sabbath
    07. NIB
    08. Behind the Wall of Sleep
    09. Fairies Wear Boots

    Créditos

    • Tony Iommi – Guitarra
    • Geezer Butler – Baixo
    • Ozzy Osbourne – Vocais
    • Bill Ward – Drums

    Live at Hammersmith Odeon é um álbum ao vivo lançado em 1 de maio de 2007 pela banda de heavy metal Black Sabbath. O álbum foi gravado entre o final de dezembro de 1981 e o começo de janeiro de 1982, durante a turnê do álbum Mob Rules.

    01. E5150
    02. Neon Knights
    03. N.I.B.
    04. Children of the Sea
    05. Country Girl
    06. Black Sabbath
    07. War Pigs
    08. Slipping Away
    09. Iron Man
    10. The Mob Rules
    11. Heaven and Hell
    12. Paranoid
    13. Voodoo
    14. Children of the Grave

    Créditos

    • Ronnie James Dio – Vocais
    • Tony Iommi – Guitarra
    • Geezer Butler – Baixo
    • Vinny Appice – Bateria
    • Geoff Nicholls – Teclado

    e não parando por aqui, e antes que pensem besteira não ta em ordem de nada.

    outra banda de heavy que é ótima também e mesmo saindo do black sabbath continuo com seu trabalho, ele mesmo…

    Ronnie James Dio

    Ronnie James Dio, nome artístico de Ronald James Padavona (Portsmouth, 10 de julhode 1942 — Houston, 16 de maio de 2010) foi um músico e compositor de heavy metal norte-americano, mais conhecido como vocalista das bandas RainbowBlack Sabbath.

    a banda solo DIO, era formada por:

    • Ronnie James Dio – Vocais/Teclados
    • Vivian Campbell – Guitarra
    • Jimmy Bain – Baixo/Teclados
    • Vinny Appice – Bateria

    agora aos discos de estúdio.

    HolyDiver é o álbum de estreia da banda de heavy metal DIO, lançado em maio de 1983. Ganhando o disco de platina nos Estados Unidos.

    01. Stand Up And Shout
    02. Holy Diver
    03. Gypsy
    04. Caught In The Middle
    05. Don’t Talk To Strangers
    06. Straight Through The Heart
    07. Invisible
    08. Rainbow In The Dark
    . 09. Shame On The Night

    The Last in Line é o segundo álbum de estúdio gravado pela banda Dio e um ótimo disco.Claude Schnell entra no teclado neste álbum.

    01. We Rock
    02. The Last In Line
    03. Breathless
    04. I Speed At Night
    05. One Night In The City
    06. Evil Eyes
    07. Mystery
    08. Eat Your Hear Out
    09. Egypt
    (The Chains Are On)

    Sacred Heart é o terceiro álbum de estúdio da banda Dio. Esse álbum e marcado pela saida do guitarrista Vivian Campbell, da banda. Deste álbum foram retirados três video clipes, e ficou em #29 na Billboard 200.

    01. King of Rock and Roll
    02. Sacred Heart
    03. Another Lie
    04. Rock ‘N’ Roll Children
    05. Hungry For Heaven
    06. Like the Beat of a Heart
    07. Just Another Day
    08. Fallen Angels
    09. Shoot Shoot

    Dream Evil é o quarto álbum de estúdio da banda Dio. Esse álbum é o primeiro com o guitarrista Craig Goldy. Ronnie James Dio disse várias vezes não gostar desse álbum, sempre alegando que o achou muito inferior em relação aos anteriores.

    01. Night People
    02. Dream Evil
    03. Sunset Superman
    04. All The Fools Sailed Away
    05. Naked In The Rain
    06. Overlove
    07. I Could Have Been A Dreamer
    08. Faces In The Window
    09. When A Woman Cries

    Lock Up the Wolves é o quinto álbum de estúdio da banda Dio. Após a saída de Vinny Appice, Craig Goldy, Jimmy Bain e Claude Schnell da banda nos anos anteriores, Dio faz um concurso para escolher um novo guitarrista para a banda. O escolhido foi Rowan Robertson, que na época que foi escolhido (1988) tinha apenas 16 anos. Dio logo chama para seu grupo, o baterista Simon Wright, o baixista Teddy Cook, e o tecladista Jens Johansson. Com essa nova formação eles lançam Lock Up the Wolves.

    01. Wild One
    02. Born On The Sun
    03. Hey Angel
    04. Between Two Hearts
    05. Night Music
    06. Lock Up The Wolves
    07. Evil On Queen Street
    08. Walk On Water
    09. Twisted
    10. Why Are They Watching Me
    11. My Eyes

    Strange Highways é o sexto álbum de estúdio da banda Dio. Depois de suas saidas da banda, Vinny Appice e Jeff Pilson voltam, e esse álbum é a estréia de Tracy G, como guitarrista na banda.

    01. Jesus, Mary, and The Holy Ghost
    02. Firehead
    03. Strange Highways
    04. Hollywood Black
    05. Evilution
    06. Pain
    07. One Foot In The Grave
    08. Give Her The Gun
    09. Blood From A Stone
    10. Here’s To You
    11. Bring Down The Rain

    Angry Machines é o sétimo álbum de estúdio da banda Dio. É o segundo e último de estudio gravado com Tracy G, que foi demitido alguns anos mais tarde. Vale a pena lembrar que esse é considerado o pior album de Dio.

    01. Insitutional Man
    02. Don’t Tell The Kids
    03. Black
    04. Hunter Of The Heart
    05. Stay Out Of My Mind
    06. Big Sister
    07. Double Monday
    08. Golden Rules
    09. Dying In America
    10. This Is Your Life

    Magica é o oitavo álbum de estúdio da banda Dio. É um álbum conceito, mistura entre suas faixas, muito místicismo, e conta a historia de “Magica”. Dio prometeu levar esse projeto por pelo menos mais dois álbums.

    01. Discovery
    02. Magica Theme
    03. Lord Of The Last Day
    04. Fever Dreams
    05. Turn To Stone
    06. Feed My Head
    07. Eriel
    08. Challis
    09. As Long As It’s Not About Love
    10. Losing My Insanity
    11. Otherworld
    12. Magica
    (Reprise)
    13. Lord Of The Last Day
    (Reprise)
    14. Magica Story

    Killing the Dragon é o nono álbum de estúdio da banda de heavy metal Dio. Ele marca a entrada na banda do guitarrista ex-Whitesnake Doug Aldrich. Porém antes da entrada de Doug, Craig Goldy participou de algumas composições nesse álbum. Além da versão “standard”, que é a versão simples, esse álbum também pode ser encontrado em versao “Limited”, que vem com duas faixas bônus gravadas junto com o Deep Purple, o videoclip da música “Push” e multimedia para o computador.

    01. Killing The Dragon
    02. Along Comes A Spider
    03. Scream
    04. Better In The Dark
    05. Rock & Roll
    06. Push
    07. Guilty
    08. Throw Away The Children
    09. Before The Fall
    10. Cold Feet

    Master of the Moon é o décimo álbum de estúdio da banda de heavy metal Dio. 20 anos depois do álbum que foi considerado sua obra-prima, Holy Diver, Dio consegue resgatar toda a essência e a mágica que tinha nos anos 80. Master o the Moon também é a volta do guitarristaCraig Goldy para a banda e de Scott Warren aos teclados.

    01. One More For The Road
    02. Master Of The Moon
    03. End Of The World
    04. Shivers
    05. The Man Who Would Be King
    06. The Eyes
    07. Living The Life
    08. I Am
    09. Death By Love
    10. In Dreams

    coletâneas da banda Dio.

    Diamonds: Best of Dio é um álbum dos melhores êxitos da banda de heavy metal, Dio. Essa é das coletâneas mais famosas da banda, e é um compacto com 13 faixas remasterizadas de várias fases da banda, que foram gravadas entre 1983 1990.

    01. Holy Diver
    02. Rainbow In The Dark
    03. Don’t Talk To Strangers
    04. We Rock
    05. The Last In Line
    06. Evil Eyes
    07. Rock’n Roll Children
    08. Sacred Heart
    09. Hungry For Heaven
    10. Hide In The Rainbow
    11. Dream Evil
    12. Wild One
    13. Lock Up The Wolves

    Álbuns ao vivo.

    Intermission é um álbum ao vivo lançado pela banda de Dio em 1986 na etiqueta Vertigo Records na Europa e Warner Bros Records na América do Norte. As músicas foram gravadas ao vivo com Vivian Campbell durante a primeira etapa do Sacred Heart de turismo. Craig Goldy substituído Campbell, a banda queria algo para representar a nova formação, para que eles gravaram “Time to Burn”, com ele, e ele foi adicionado à o álbum. A banda recomeçou a turnê Sagrado Coração de apoio a este álbum.

    01. King of Rock and Roll
    02. Rainbow in the Dark
    03. Sacred Heart
    04. Time To Burn
    05. Rock N’ Roll Children
    06. We Rock

    Inferno: Last in Live é um álbum ao vivo da banda Dio. Foi gravado em 1997 durante a turnê do álbum Angry Machines. As faixas do álbum foram retiradas dos shows em Chicago, New York, Tokyo e Bremen.

    O álbum foi lançado somento no ano seguinte, 1998. Esse foi o primeiro álbum ao vivo com o guitarrista Tracy G.

    A banda também toca a música “Mistreated” do Deep Purple.

    CD 1.

    01. Intro
    02. Jesus, Mary & Holy Ghost
    03. Straight Through The Heart
    04. Don’t Talk To Strangers
    05. Holy Diver
    06. Drum Solo
    07. Heaven And Hell
    08. Double Monday
    09. Stand Up And Shout
    10. Hunter Of The Heart

    CD 2.

    01. Mistreated (Catch The Rainbow)
    02. Guitar Solo
    03. The Last In Line
    04. Rainbow In The Darl
    05. The Mob Rules
    06. Man On The Silver Mountain
    07. Long Live Rock And Roll
    08. We Rock

    Evil or Divine – Live in New York City é um álbum ao vivo/DVD da banda Dio. Foi gravado no dia 13 de Dezembro de 2002 no Roseland Ballroom, em Nova York. A noite escura e tempestuosa parecia o dia perfeito para uma apresentação da “Voz do Metal”,Ronnie James Dio. Esse álbum foi lançado em CD em 2005, porem a versão em DVD foi lançada em 2003, e contém 2 faixas a mais, são elas “The Lord of The Last Day” do álbum Magica, e o solo de bateria deSimon Wright.

    01. Killing The Dragon
    02. Egypt/Children Of The Sea
    03. Push
    04. Stand Up And Shout
    05. Rock And Roll
    06. Don’t Talk To Strangers
    07. Man On The Silver Mountain
    08. Guitar Solo
    09.
    Fever Dreams
    10. Holy Diver
    11. Heaven And Hell
    12.The Last In Line
    13. Rainbow In The Dark

    Holy Diver Live é um álbum ao vivo lançado pela banda de heavy metal, Dio em 2006. Essse álbum foi gravado em Londres em outubro de 1995, o show foi parte da turnê que tocou o álbum Holy Diver na integra. O sucesso foi tão grande que o show foi lançado em cd. Depois de mais de 30 anos foi uma emoção para todos os fãs, poderem ver todas as musicas do álbum de maior sucesso da banda ao vivo na integra. Além disso o segundo disco, trás músicas da fase em que Ronnie James Dio, passou pelo Rainbow e Black Sabbath.

    CD 1.

    01. Stand Up and Shout
    02. Holy Diver
    03. Gypsy
    04. Caught in the Middle
    05. Don’t Talk to Strangers
    06. Straight Through the Heart
    07. Invisible
    08. Rainbow in the Dark
    09. Shame on the Night

    CD 2.

    01. Tarot Woman
    02. Sign of the Southern Cross
    03. One Night in the City
    04. Gates of Babylon
    05. Heaven & Hell
    06. Man on the Silver Mountain
    07. Long Live Rock N’ Roll
    08. We Rock


    Créditos

    • Ronnie James Dio – Vocais
    • Rudy Sarzo – Baixo
    • Simon Wright – Bateria
    • Doug Aldrich – Guitarra
    • Scott Warren – Teclados

    A ultima música feita pelo dio.

    Thrash metal

    Publicado: 19 de outubro de 2010 por henriqueslva em Metal

    O thrash metal é um estilo de metal mais rápido e mais agressivo. Surgindo no final da década de 1970 e começo da década de 1980.

    As primeiras bandas de thrash metal foram Exodus, Metallica, Overkill, Anthrax, Slayer, Testament  e etc. Todas muito influencidas por bandas como Black Sabbath, Motorhead e outras bandas de Heavy Metal e Speed Metal.

    O primeiro disco de Thrash foi o “Kill ‘Em All” do Metallica, mas antes existiam coletânias com outras bandas e inclusive o Metallica.

    A sonoridade do Thrash é basicamente usando bastante riffs com palhetadas, bateria com bumbo duplo, passagens bem rapidas e cada banda tem seu estio de vocal próprio.

    Pelo mundo inteiro existem muitas bandas de Thrash, na Europa por exemplo tem o Kreator, Destruction, The Haunted e outras. Na América fora as dos EUA tem o Annihilator, Sepultura, Violator, Priest of Death, Warfx e etc.

    Os últimos cd’s de Thrash são muito bons, isso mostra a força do Thrash Metal de um forma geral. Lançamentos como o “Iron Bound” do Overkill, “World Painted Blood” do Slayer, “Formation of Damnation” do TestamenT e outros lançamentos que são de dar orgulho aos  fãs do mundo todo!


    Heavy metal

    Publicado: 16 de outubro de 2010 por pabloripper em Metal
    Tags:,

     

    O estilo principal e mais importante da história do metal, heavy metal (muitas vezes referido apenas como metal) é um gênero do rock que se desenvolveu no final da década de 1960 e no início da década de 1970, em grande parte, no Reino Unido e nos Estados Unidos.

    Vindo do blues surge a primeira banda de heavy metal, Black Sabbath. eu sei que muita gente fala que foi Led Zeppelin, mas em minha opinião, a primeira banda a fazer um CD heavy metal, foi Judas Priest.

    entre outras que vieram com o tempo , Judas Priest, Iron Maiden, accept, Halford, Ozzy, DIO, Bruce Dickinson, blaze baylay, heaven and hell e etc.

    bem, hoje em dia o heavy metal não está extinto, continua bem forte, mesmo com a morte do Deus  metal o heavy metal segue adiante e sempre triunfante.

    bem, com o tempo mostrarei as bandas de heavy de grande importancia, até lá um abraço.



     

    Créditos